© Criado em 2010 por Agência 1a+. 

RELATÓRIO DE AUDITORIA INTERNA

A CARBON Consultivo oferece treinamentos e cursos personalizados que engajam e dão resultado. Somos  uma empresa de treinamentos empresariais com foco no desenvolvimento de pessoas. Através de cursos abertos, cursos in company ou projetos.
Relatório de Auditoria Interna
     Como Elaborar e Fomalizar.
Objetivo
O Projeto visa
  • Permitir uma análise detalhada dos procedimentos inerentes à operacionalização do sistema, com o intuito de melhorar o método utilizado;

  • Em síntese, o relatório escrito é sempre, a qualquer momento, a evidência mais concreta do trabalho e a fonte de informações mais abundante e segura.

  • §Assim, a forma com que se apresenta o relatório é talvez tão importante quanto seu conteúdo. Qualquer leitor absorverá melhor uma ideia simples e bem descrita, do que uma ideia brilhante desenvolvida obscuramente.

Público alvo
Diretores, Gerentes, Coordenadores, Supervisores e Analistas dos segmentos de Gestão de Riscos, Auditoria, Controles Internos e Consultoria. Profissionais que têm relação direta ou indireta com os segmentos descritos
Metodologia
A metodologia empregada neste curso será a da exposição dialogada e aplicação de exercício em grupo ou individual.
Vantagens
Este projeto busca garantir que os processos, controles, aspectos tributários, trabalhistas e contábeis funcionem como um conjunto de ferramentas, gerem dados confiáveis e auxiliem a administração na condução dos negócios, abrangendo aspectos como:
  • Fortalecimento dos controles internos por meio de análises e sugestões de aprimoramento;
  • Qualidade de informações para tomada de decisão gerencial;
  • Segurança dos sistemas informatizados e segregação de função;
  • Estruturação da empresa para mensuração de patrimônio e captação de investimentos;
  • Mensuração do nível de exposição aos riscos inerentes às atividades operacionais.
.
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

1) Gestão de Processos x Gestão por Processos

  • Relatório – Comunicação dos Resultados finais segundo as melhores práticas para a elaboração de relatórios de auditoria).

  • Classificação do Relatório Completo conforme as melhores práticas.

  • Respostas e formalização da Gerência aos comentários mencionados no Relatório.

  • Histórico – Como usar no Relatório.

  • Metodologia – Maneira geral, como a auditoria foi conduzida.

  • Uso de Apêndices no Relatório (Anexos, Regulamentos, Fotos, Siglas, Glossário e etc.).

  • O uso da Declaração de Conformidade com as Normas Internacionais de Auditoria.

  • Tipos de Linguagem na redação de relatórios.

  • Requisitos de qualidade em um Relatório conforme as melhores práticas de redação segundo o IIA e órgão de controle.

  • Clareza.

  • Redação Objetiva.

  • Identificação com o Público Leitor.

  • Unidade de Estilo e de Forma

  • Concisão.

  • Convicção.

  • Exatidão.

  • Relevância.

  • Tempestividade.

  • Aspectos importantes a serem evitados na redação de relatórios.

  • Pleonasmo Vicioso.

  • Eufemismo.

  • Metáfora.

  • Ambiguidade.

  • Frases fragmentadas ou Siamesas.

  • Dicas para não fragmentar o texto.

  • Semântica.

  • Formatação Geral do Relatório.

  • Demais aspectos após a finalização do Relatório.

  • Garantindo os resultados do Trabalho (Relatório de Auditoria).

  • Garantindo os resultados (Antes da Auditoria e Depois da Auditoria).

  • Apresentação ao Auditado de resultado prévio do Relatório (DRAFT ou Minuta do Relatório).

  • Técnicas de Negociação para Auditores durante a implementação das Recomendações.

  • Negociações com o Gestores – Apresentando os resultados ao Cliente Interno.

  • Comunicando a Presidência, Comitê, Conselho de Administração e outras Partes Interessadas.

  • Dicas Finais: Dez coisas a não dizer em um relatório de Auditoria.

  • Exemplos de Redações Impróprias elaboradas por Auditores Internos e selecionadas por Professores Auditores.

​​

2) Metodologia para implantação
 

  • Organização dos Tópicos

  • Segmentação dos Assuntos.

  • Unidade de Estilo e de Forma.

3) Aplicação Prática

  • Resultados Alcançados (estrutura e forma)

  • Forma de apresentação dos resultados da auditoria

  • Estruturas de pontos de atenção.

  • Exemplos de pontos de atenção.

  • Plano de Ação e Ações corretivas.

4) BIBLIOGRAFIAS (Referência e Indicação):

  • Attie, Willian. Auditoria – Conceito e Aplicações. Editora Atlas. São Paulo, 1998.

  • Araújo, Luís Cesar. Gestão de Processos. Editora Atlas. São Paulo, 2011.

  • Dias, Sérgio Vidal. Auditoria de Processos Organizacionais. Ed. Atlas. São Paulo, 2011.

  • The Committee of Sponsoring Organizations of the Treadway Commission (COSO) – Internal Control – Integrated Framework.

Consulte-nos sobre treinamentos In Company!